UM DIAPASÃO PARA O GOVERNO?

Priorizar nexos em “sonetos” é livrar-se da necessidade de aventurar-se em “emendas” (saídas) que, conforme registros históricos, podem ficar aquém, muito aquém do originário.

Em um seleto clã, onde é praticamente impossível evitar a busca pelo estrelismo ou pelos maiores holofotes, acaba prevalecendo a obviedade: a desafinação ofusca melodias, arranhando ouvidos, provocando desarmonia, etc, etc, etc.

ENTÃO
…o Governo Bolsonaro (Presidente e sua equipe) precisa, com urgência urgentíssima, instituir um objeto de extrema necessidade: o “DIAPASÃO”, para afinar (alinhar) a fala de seus integrantes.

Publicado por ZÉ LOPES

JOSÉ ANTONIO LOPES - JORNALISTA EDITOR/PROPRIETÁRIO DO JORNAL “O CLARIM”: 10/06/1973 – 20/11/1976. EDITOR/PROPRIETÁRIO DO JORNAL “A FOLHA DE AURIFLAMA: 14/08/1977 – 24/12/1978. EDITOR/PROPRIETÁRIO DO JORNAL “A FOLHA DE AURIFLAMA”: 13/03/1983 – 15/04/1984. DIRETOR RESPONSÁVEL DO JORNAL “A FOLHA DE AURIFLAMA”: A PARTIR DE 16/04/1984.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *