DE REPENTE

Foscos, opacos, fluorescentes,
quando entram em ”erupção”,
contrastam muito mais e
aguçam as mais exigentes mentes.

Imersos em profunda escuridão,
atormentados por temores, tensões,
enredados por segmentos eufóricos,
procuramos: realidade ou ilusão?

Segura a onda aí, caríssimo(a)!
Ou, pelo menos, poupe o Altíssimo!
Preparemo-nos para incertezas,
porque elas virão… tenha certeza!
Zé Lopes – Auriflama

”PONTO CEGO”
De repente…
…se, por percalços quaisquer, nos mandarem pra…
…“LINHA” do “PONTO CEGO”, não devemos nos exasperar!
Pois teremos a oportunidade de SEPARAR TUDO:
1) – ajuntar, de um lado, todos os Mitos (mentiras);
2) – ajuntar, do outro lado, tudo aquilo que é Verdadeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *