O PASSO A PASSO, NO COMPASSO

O Outono deu a cara,
Ainda, coladinho no Verão.
Que ardiloso “bate o pé”:
Saio daqui, só se for, na marra.
(Olha o breque!)

(Firmeza no “Rebolo”
ou na Marcação,
meu querido “Diogão”!)

(E seguindo o gingado:
No dedilhado do Cavaco,
No gemido da Cuíca,
No “colorido” do Pandeiro!)

”Dim, dim, dim,
Dim, dim, dom.
Dim, dim, dim,
Dim, dim, dom.”

Ajuste o passo, passo a passo,
Mas não perca o compasso.

Ah, a “ESTAÇÃO”?
Se for Outono camuflado,
“Ardente” e embassado,
Que venha logo esse Inverno,
Para amenizar esse “inferno”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *