AMORES ABSTRATOS

REMINISCÊNCIA

Canção do nosso folclore dá a entender que os “Santos” (ou seriam os seus xarás?), amam e também tramam.

VEJAMOS:
”Com a filha de João
Antônio ia se casar
Mas Pedro fugiu com a noiva
Na hora de ir pro altar…”

POR OUTRO LADO…
…cantatas e outros gêneros musicais propagam que os “Brutos”, também amam.

PASMEM…
…o “Abutre” ama muito mais. Transcende, vai além, muito além, do nobre sentimento de amar.
“Abocanha” tudo aquilo que lhe convém, não se importando se seja seu ou de outrem.

É isso aí!

.     .     .     .     .     .     .

BOAS FESTAS “JUNINAS”,
PARA TODOS!

Ah, tente agir com moderação.
Muito cuidado com “fogueiras”, “foguetes” ou “batatas quentes, quentes, quentes”.
Pequenos detalhes evitam riscos de “explosões” ou “queimaduras”.

PERCALÇOS

Quando a tal da
‘‘agulha perdida no palheiro’’
fica reluzente
(é vista a olho nu),
pode aniquilar
o ‘‘ponderável’’.
Zé Lopes – Auriflama

“Engenheiro diz à PF que empresa de Lima pagou R$ 950 mil em dinheiro”…

…“Profissional fez a reforma da casa da filha de Temer; coronel Lima é amigo e ex-assessor do presidente”.

AMIGOS, PREFIXOS E SUFIXOS

Sempre alertou aquele velho ditado: ”amigos, amigos, negócios à parte”.

Amigos e negócios sempre foram, são e serão, por extensões conceituais e práticas, “prefixados” ou “sufixados”.

PORTANTO…
…amigos, verdadeiros amigos, na plena concepção da palavra, nunca oscilam. Os elos existentes transcendem as ordenações do imaginável.

[Você, meu] AMIGO [de fé]…
AMIGO [é feito pra se guardar]…
[Vem] AMIGO, [plantar mais lírios]…
AMIGO, [eu estou aqui]…

ENQUANTO QUE…
…negócios, podem (ou não) vaguear por caminhos sinuosos, sombrios. Vão muito além do inimaginável.

A PROPÓSITO…
…mídias impressas, televisuais e digitais, apontam o coronel Lima como protagonista (linha de frente) de várias denúncias que levantam suspeitas de negócios escusos, envolvendo áreas de iniciativas privadas e o setor público.
As mesmas mídias, já citadas, confirmam uma convivência e uma amizade, pautadas por extrema fidelidade, cultuadas a pelo menos 30 anos, entre o coronel Lima e o Presidente Michel Temer.

NO EMBATE DEMOCRÁTICO…
…é possível vislumbrar que: “quaisquer políticos que tenham amigos nas condições acima ventiladas (suspeitas sobre feitos do Coronel, respingando no Presidente), nem tenham necessidades de se preocuparem com os ferrenhos alardes oposicionistas”.

OBS.: Coronel Lima e Michel Temer negam envolvimento em todas as suspeitas de atos escusos.